domingo, 9 de maio de 2010

Idioma também é cultura... e arte!


Linguagem significa conjunto de códigos e dialetos utilizados como meio de expressão e comunicação entre as pessoas. Está presente em todos os lugares, sendo verbal (escrita) ou não verbal (não escrita). É a herança cultural de um povo, preservada e utilizada ao longo dos séculos. Sofrem modificações e influências de outras línguas, mas não perdem seu rico valor histórico.
Segundo a “bíblia lingüística” Ethnologue, existem 6.912 idiomas catalogados presentes em todo o mundo. Além destes, estima-se a existência de cerca de 300 ou 400 idiomas ou dialetos ainda não catalogados.
A língua mais falada no mundo é o mandarim, seguido do hindi, do espanhol, inglês e português. No Brasil, existem 187 idiomas além do português, praticados por povos indígenas. A língua portuguesa provém do latim, idioma originário da península ibérica e recebeu forte influência do grego. Os romanos que por lá viviam conquistaram muitos territórios na Europa, Ásia e África, levando consigo o idioma. Isso ocorreu no séc. III a.C. No séc. XIV o idioma português, que sofreu inúmeras mudanças e influencias árabes, francesas, italianas e africanas desde seu surgimento, é adotado oficialmente em Portugal, durante o reinado de seu primeiro rei, D. Afonso Henriques. Nos tempos das grandes navegações, ocorridas entre os séculos XV e XVI, os portugueses carregaram seu idioma aos diversos países que conquistaram, sendo eles Guiné-bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Brasil.

Ao chegarem ao Brasil, os portugueses se depararam com o Tupi, influenciando o português que passou a ser falado no Brasil, incorporando ao nosso idioma inúmeras palavras que hoje falamos muitas vezes sem saber que são de origem tupi. Aliás, este é um detalhe que passa quase despercebido: falamos vários idiomas incorporados em um único, sem mesmo saber qual sua origem. Com a chegada dos escravos africanos, outras palavras foram incorporadas. O Brasil convivia com o tupi e os dialetos africanos, mas o português só se consolidou e se tornou oficial com a chegada da família real portuguesa no Brasil, estabelecendo o padrão lingüístico que hoje utilizamos.
Sendo um idioma tão diverso, a língua portuguesa possui vasta herança cultural e longa lista histórica, sendo falada em vários países, como citado a cima, e o interessante é que sendo falado por diversos povos, estes não se constituem um único território, mas estão espalhados em muitos territórios, em vários continentes, muitas vezes longe um do outro, mas mesmo com a distância, existe essa aproximação cultural entre os povos distintos que possuem o idioma em comum.

O português falado no Brasil é considerado um dos mais difíceis de falar devido sua estrutura gramatical, sendo um tanto diferente do que é falado em países que adotaram o português como idioma oficial. Com a nova construção gramatical, o que se espera é que essa distância que separa o Brasil dos demais diminua. A língua portuguesa produz obras de arte de grandes autores como Gonçalves Dias, Fernando Pessoa, Luis de Camões, José de Alencar, Machado de Assis etc. Aliás, a língua é a arte, em que nós somos os artistas.
.
.
.
*By Bruna Sousa

2 comentários:

  1. Bom texto, bee...
    Como sempre você 'rrazô.

    ResponderExcluir
  2. Ah, como eu queria pertencer ao mundo dos artistas... mas se a língua é uma arte... oba!

    ResponderExcluir